Urbanismo Tático

Mobilidade para as pessoas: com esse foco, a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) tem implantado, em diversos locais da cidade, áreas de trânsito calmo, que dão mais segurança viária para pessoas que não utilizam veículos motorizados, tais como pedestres e ciclistas. Áreas de trânsito calmo têm diversas características como, por exemplo, espaços de rotas cicláveis, ampliação de calçadas para os pedestres, diminuição da velocidade regulamentada e humanização do espaço público para que as ruas sejam cada vez mais ocupadas pelas pessoas. Desde 2019, já foram feitas diversas áreas de trânsito calmo, com destaque para a Zona 30 da Ilha do Leite, que fez uso de diminuição de velocidade, redesenho urbano e implantação de rotas cicláveis. No Largo da Paz, com grande fluxo de pedestres, a área de trânsito calmo auxilia os que andam a pé e também os que aguardam os transportes públicos nas paradas. Enquanto, em Santo Amaro, na Praça de Campo Santo, a área escolar recebeu uma nova geometria para dar protagonismo à mobilidade dos pedestres.

Em todas essas áreas, assim como os bairros do Recife, Boa Vista e Espinheiro, a CTTU fez uso do urbanismo tático para demarcar áreas de pedestres. Trata-se de uma das metodologias para implantar áreas de trânsito calmo. Com pinturas no chão cuja sinalização, além do baixo custo, embelezam o espaço urbano e chamam atenção dos motoristas, o que induz ao respeito.

No Recife, já são mais de 60 refúgios de pedestres implantados com urbanismo tático em diversas localidades. Com essas intervenções, a CTTU pretende diminuir os acidentes de trânsito, democratizar o espaço público e melhorar a segurança viária dos mais sensíveis no trânsito, que são os pedestres e ciclistas.

Dados e recursos

Informações Adicionais

Campo Valor
Fonte CTTU
Autor CTTU
Mantenedor EMPREL
Versão 1.0
Última Atualização 5 de Abril de 2022, 16:01 (BRT)
Criado 5 de Abril de 2022, 15:31 (BRT)
Frequência de atualização semestral
categoria http://vocab.e.gov.br/id/governo#urbanismo
comments powered by Disqus